22 de mai de 2015

A última carta de amor.



"Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada.
 Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos á sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa esta faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por "B", e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.

  Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido - em partes por ela mesma envolvida com um homem casado -, Ellie começa a procurar por "B", e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento."




Eu sempre fui apaixonada por romances literários, porém eu sempre tento, escolher outro gênero quando vou a livraria comprar um livro, bom, na maioria das vezes não funciona. No dia em que eu comprei "A última carta de amor" da Jojo Moyes eu estava na fila do caixa, com "Morte súbita" na mão quando eis que o vejo, e bom descido leva-lo. A história é extremamente encantadora aos meus olhos, cada capitulo que eu lia eu me prendia mais um pouco.



O que mais me fascina é o fato de serem duas histórias, sobre duas mulheres em situações parecidas onde Jennifer é casada e se apaixona por um jornalista  no ano de 1960 aonde naquela época as mulheres dependiam dos maridos, e as mulheres cuidavam da casa, da organizações de eventos, e aparecem ao lado do marido e já Ellie vive no ano de 2000 é solteira, independente porém esta envolvida com um homem casado. Ellie acha as cartas de Jennifer para seu amante e assim começa uma busca para saber mais sobre a história dos dois.



E abaixo uma das minhas citações favoritas do livro:

"Você me olhava com aqueles seus olhos ilimitados, deliquescentes, e eu me perguntava o que você poderia ver em mim. Agora eu sei o que é isso é uma visão tola do amor. Você e eu não poderíamos deixar de nós amar, assim como a terra não pode parar de girar em torno do sol."

E bom, espero que vocês tenham gostado da indicação, a Jojo Moyes tem mais 3 livros publicados, quem quiser depois pesquisar mais sobre a escritora eu gosto muito das histórias de seus livros, e acho que ela escreve muito bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo