5 de jul de 2017

Série: Anne with an E




Sinopse: 

Depois de treze anos sofrendo no sistema de assistência social, a órfã Anne é mandada para morar com uma solteirona e seu irmão. Munida de sua imaginação e de seu intelecto, a pequena Anne vai transformar a vida de sua família adotiva e da cidade que lhe abrigou, lutando pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo.

Sobre: 

Anne é uma série televisiva do Canadá baseada no livro Anne de Green Gables da autora Lucy Maud Montgomery escrito em 1908, e que foi adaptada pela escritora e produtora vencedora do Emmy, Moira Walley-Beckett. De gênero drama, o primeiro episodio na netflix possui em torno de 90 minutos e os outros 6 cerca de 45 minutos. 


Como citada na sinopse a história gira em torno da órfã Anne que após uma troca de informações em relação a adoção que a senhora Marilla Cuthbert e seu irmão senhor Matthew Cuthbert haviam especificado que gostariam de adotar um menino para estar os ajudando na fazendo que morram Anne foi mandada então por engano para a casa deles, a menina toda encantada e feliz por finalmente ter um lar só percebe a confusão após sua chegada na fazenda, no qual a senhora está disposta a manda-lá embora pois insiste querer um menino, Anne fica arrasada, mas já havia conquistado o coração de Matthew com seu jeito carismático e falante de ser e aos poucos vai conquistando Marilla, só que o desafio dela vai muito além de morar com sua nova família, Anne precisa mostrar a todos no pequeno local que merece ser respeitada e inclusa.


O que achei da série:

Nunca havia assistido uma série que tenha me tocado tanto quanto essa, e olha que sou a rainha das séries, afinal quem não gosta de se entreter nas maravilhosas histórias espalhadas por ai. Quando vi que entrou na netflix, já fui colocando na minha lista, mas ainda estava na dúvida se assistia ou não, então uma amiga minha publicou no facebook que estava vendo e me informou o quão linda era ela, na mesma hora comecei a assistir, isso foi no domingo e terminei na segunda de madrugada.

Mal havia passado os primeiros 15 minutos do primeiro episódio e já me peguei chorando, e foi assim durante toda a 1º temporada de Anne, é impossível você não ter nenhum tipo de emoção conforme a história vai sendo traçada, não li o livro e sei que devem ter mudado muitas coisas, porém foi escrito no ano de 1908 e aborda tantos temas importantes, como a questão de morar em um orfanato, ou no caso dela trabalhar cuidando de crianças de uma família e assim conseguir um lugar para passar a noite, e depois quando ela é adotada todos a olhando torto, os pais não querendo seus filhos perto dela, e o jeito todo encantador e otimista que Anne enxerga a vida e assim querendo ser aceita, ter amigos, mostrando seu mundo imaginário e muitas vezes não sendo compreendida. 

A série mostra muito o quanto as pessoas e as crianças podem ser malvadas quando querem, também aborda sobre a época em que as mulheres eram apenas criadas para casarem e servirem seus maridos nos afazeres domésticos, acho muito legal quando mostra um grupo de mães da cidade se juntando para debater sobre isso e que as mulheres estão começando a irem para a faculdade. Também na cena quando as meninas falam de menstruação e pedem para Anne não contar para os garotos pois é proibido falar sobre isso já que é nojento e eles não precisam saber, e ela mostra ter uma cabeça muito além do tipo, não, a gente tem que falar sobre isso.

Então são muitos fatores que fizeram com que me emocionasse, quero muito e demais a segunda temporada, e mostrar para todo mundo essa série e assistir com todo mundo novamente, pois é muito bonita, e apesar de triste, fui invadida por todos os tipos de sentimentos.


Minha nota:

Extraordinária / 10 


2 comentários:

  1. Confesso que não conhecia essa série mas parece ser fantástica! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Não conheço mas já fiquei curiosa por ver :)

    http://mundodablue.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo