Resenha: O Destino de Júpiter

by - 12:02


Sinopse:


A jovem Júpiter Jones (Mila Kunis) perdeu o pai, um aficionado pelas estrelas, antes mesmo de nascer. Nos dias atuais, ela trabalha com a família limpando casas, e odeia sua vida. Mas tudo muda quando ela vira alvo de uma misteriosa família interestrelar, e sua única chance de sobrevivência passa a ser sob a proteção do caçador Caine Wise (Channing Tatum). Levada em uma aventura espacial, Júpiter descobrirá o segredo da origem da Terra e seu papel fundamental nisso tudo.

Oque achei:


Olha, muitas pessoas criticaram o filme na época de seu lançamento (2015), devido a não existência do suspense e da apreensão, sendo que aos meus olhos, todas as cenas já são muito "previsíveis", levando assim o expectador a sempre imaginar o que virá a seguir ou também devido a falta de desenvolvimento dos personagens, onde os acontecimentos se passam em um ritmo muito acelerado, não dando tempo do expectador pegar empatia aos personagens. Porém sendo assim o que me fez gostar do filme? Gosto muito de efeitos especiais de alta qualidade e esse filme me proporcionou isso, "O Destino de Júpiter" da ao espectador um verdadeiro espetáculo visual com seus incríveis efeitos especiais presentes em diversas cenas do filme. 

Poxa, mas você gostou do filme apenas pelos efeitos especiais Caio (Nome do Resenhista)? Não! Também sou muito apreciador daquele eterno clichezão do Protagonista que leva uma vida triste e sem graça, até descobrir que tem uma importância muito maior que até então desconhecia e por mais que na minha opinião a protagonista não tenha se desenvolvido tão bem quanto poderia, isso foi muito bem proporcionado ao expectador.



Na minha sincera opinião, os efeitos especiais de altíssima qualidade e aquela velha historia do personagem que levava a vida sem graça, misturados com uma aventura no espaço, tinham tudo para levar o filme "O Destino de Júpiter" a ser uma grande produção de ficção cientifica, daqueles que viram febre e fazem fãs no mundo inteiro, porém na minha opinião pecou nessa falta apreensão e suspense, juntos com a falta de desenvolvimento dos personagens, os produtores deveriam ter se aprofundado mais nos protagonistas e também no vilão Balem (Eddie Redmayne), pois todos sabem que um vilão convincente sempre ajuda uma produção não é? (O "Loki" que o diga) Rs 

Uma solução que eu acharia para resolver os problemas citados acima seria ter dividido o filme em duas partes ou até mesmo em uma trilogia, acho que se dividido, o filme poderia ter mais tempo de se aprofundar nos personagens. Mas se a historia fosse dividia teríamos menos cenas de ação não é? Sim! Porém poderíamos ter cenas com maior intensidade, proporcionando ao espectador aquela apreensãozinha que todos gostam, e tudo isso sem precisar abrir mão do espetáculo de efeitos especiais. 


Considerações Finais: 


Eu de modo geral gostei do filme, achei que ele poderia ter sido melhor? Sim, realmente achei, porém não me arrependo de ter assistido e o recomendo sim para pessoas que gostam de ficção cientifica, seja para critica-lo ou para quem sabe até mesmo elogia-lo. Fica ai a dica de filme da "Escolha Ser Livre" e um abraço a todos.  



You May Also Like

0 Comments