A importância do diálogo | Bridgerton

By Isabela Mingues - fevereiro 04, 2021

 

Bridgerton a série mais assistida da história da plataforma Netflix. Baseada na série de romances da escritora norte-americana Julia Quinn, O trama é inspirado na aristocracia britânica do século 19 e bateu recorde de views sendo assistida em mais de 82 milhões de lares no mundo todo.

A história conta sobre a vida da família Bridgerton, composta por oito irmãos, sendo o destaque do enredo a filha mais velha Daphne (Phoebe Dynevor), são considerados uma família muito respeitada em sua classe social, na época o maior objetivo das famílias era arranjar um bom marido para as mulheres, e Daphne está na idade de noivar e casar, por conta disso há grandes bailes, para que os rapazes possam conhecer e cortejar as moças. 

Daphne sonha em casar com seu grande amor, assim como seus pais tiveram a sorte de se apaixonarem, por seu pai já ser falecido, o irmão mais velho acaba assumindo a responsabilidade de acompanhar a irmã nos bailes e ajudar na procura de um noivo adequado, entretanto por conhecer muitos dos homens da cidade, seu irmão acaba complicando as coisas, já que o mesmo acredita que nenhum jovem é merecedor dela e arranja um palerma que ele considera adequado.

Após um bom tempo afastado o duque de Hastings, Simon Basset (Regé-Jean Page), retorna a Londres e começa a frequentas os grandes bailes, por ser jovem e ter um título importante, ele e Daphne se conhecem e acabam se aproximando, fazendo um acordo para que ela não se case com o homem que seu irmão escolheu, e ele pare de ser cobiçado pelas mães das mulheres, mas é claro que eles se apaixonam.

Não quero entrar muito em detalhes no contexto entre os dois, pois se você não assistiu recomendo ir lá ver, e depois voltar aqui e terminar de ler o texto, para debater comigo a questão que entrarei.



A importância do diálogo, a principio ambos fizem um 'acordo' que os beneficia, porém não tinha a menor possibilidade de com o tempo eles não se apaixonarem, só que ao contrario de Daphne, Simon é um homem cheio de traumas, que não acredita no amor, e deseja acabar com o legado do seu pai. 

A primeira falta de diálogo é o duque estar apaixonado, mas decidir acabar com o acordo que fizeram de uma hora pra outra e ir embora de Londres, porém ir até o baile que ela estava, a provocando, beijando ela, e assim arrumando a maior confusão com o irmão de Daphne e entrando numa briga de vida ou morte. Entendo o trauma dele, não é fácil, entretanto ai foi a primeira deixa para ele começar a quebrar está barreira e se abrir, já que nós fecharmos pro mundo só piora as coisas.

Depois além de não ter contato nada para ela sobre o que sofreu na infância, por mais difícil que seja, quando a gente ama, acabamos por compartilhar momentos bons e ruins, ela se casou não sabendo absolutamente nada dele, o duque ainda mente pra ela dizendo não poder ter filhos, infelizmente a história retrata o quanto a mulher casava as cegas, sem muitas vezes saber o que é uma relação sexual, muito menos sabendo como são 'feitos' os filhos, o que foi o caso da nova duquesa.

Logo ela descobre que Simon pode sim ter filhos, porém optou por não querer, sabendo que o sonho dela era ser mãe, que amor é esse que além de não haver diálogo, tu mente pra ficar com a pessoa?

O final é lindo, Netflix já anunciou a segunda temporada, eu adorei a série, assim como a maioria, mas fica aqui a reflexão de como não devemos tentar ser quem não somos numa relação, que temos que ser o mais transparente possível, claro que temos nossas individualidades, porém digo quando isso vai afetar o outro, pois machuca, dói e podemos perder alguém que teria tudo para ser importante, já que não fomos sinceros e conversamos abertamente sobre algo.

Diálogo é tudo numa relação, se não há diálogo, não há nada.



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários